Secretaria Municipal de Meio Ambiente

“Colaborar” com a coleta clandestina de recicláveis pode resultar em descarte irregular de lixo

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente de Araucária (SMMA) faz um alerta aos moradores: cada vez que um morador “permite” (de maneira intencional ou não) que coletores clandestinos recolham os materiais recicláveis das casas ele pode estar colaborando para o descarte irregular de lixo nas vias e terrenos da cidade. Cuidar para que os materiais recicláveis sejam recolhidos pela coleta oficial, além de beneficiar o meio ambiente, também contribui para a geração de renda por meio do projeto social realizado com catadores cadastrados do município.

Nesta quarta-feira (10), a SMMA está coordenando um trabalho para recolher aproximadamente 7 toneladas de lixo que foram descartados irregularmente próximo à via na região do Conjunto Uirapuru. De acordo com a Secretaria, é muito provável que o lixo descartado no local seja sobra de material coletado por catador clandestino.O morador de Araucária pode ajudar a combater essa prática irregular se informando sobre o horário da coleta de recicláveis na rua de sua residência e colocando o lixo apenas minutos antes de o caminhão passar. Quem não sabe o horário aproximado da coleta pode se informar telefonando para o número (41) 3614-7480

O mesmo número de telefone serve também para receber denúncias de descarte irregular de lixo em outros locais da cidade. O morador precisa dar o máximo de detalhes que possam identificar o responsável pela prática, que sofrerá as sanções previstas. Pode ser informando a placa do veículo ou tirando fotos, por exemplo. No caso de flagrante do descarte, é possível acionar a equipe de Meio Ambiente (em horário comercial e via telefone já citado) ou então a Guarda Municipal (telefone 153). 

Reciclagem – Todos os dias, caminhões de coleta de recicláveis chegam ao Centro de Processamento e Transferência de Materiais Recicláveis, em Araucária, onde catadores cadastrados aguardam os materiais. Eles são responsáveis pela separação dos materiais recicláveis que serão destinados para venda e para gerar renda para eles. Separar o lixo comum (que vai para aterro sanitário) dos materiais recicláveis é pensar no meio ambiente, mas é também apoiar o projeto social realizado com esses catadores. Em Araucária, a coleta seletiva é feita duas vezes por semana na região central e uma vez nos bairros. 

Data da Publicacão: 10/01/2018